domingo, 19 de outubro de 2008

Nadador noturno

Quem não gosta de uma piscininha noturna? Ainda mais com os revés do efeito estufa. O problema é quando você descobre um visitante não esperado em sua piscina, ainda mais com as seguintes características: peludo, com bafo de álcool e quadrúpede.


Não estou relatando o caso do Abominável homem das neves de muletas, yeti transgênico ou o Toni Ramos procurando uma de suas lentes de contato no chão, após uma bebedeira no set do Projac e sim do Fat boy, também não estou falando do DJ, mas de um pônei na cidade de Newquay, Cornwall - na Inglaterra - que atravessou o quintal da Sra Penhaligon e com movimentos oblíquos, mergulhou na piscina da residência.

"- Lógico! Com tamanho calor o pobre animal queria se refrescar"

O princípio desse banho noturno não é uma questão de decisão consciente, mas no jardim onde o pônei estava, algumas maças haviam caído no chão (vide imagem abaixo) e fermentaram, produzindo juntamente com o ácido da maça, a substância do álcool. Tão logo, da química vamos para a matemática: pônei faminto + maças no chão + álcool puro x Animal bêbado andando em zigue e zague = animal na piscina.



Nossa reportagem esteve no resgate do animal e depois de várias tentativas de puxadas e alavancas, as autoridades policias conseguiram montar uma espécie de escada que permitiu a saída do pônei, que carinhosamente recebeu o apelido de 'fat boy' (garoto gordo), devido as inúmeras tentativas de resgate fracassadas pelos quilinhos do jovem animal.

Após o resgate, tomamos um chá com a equipe do estábulo e tivemos a notícia que fat boy está são e salvo no recinto de Trenance, bem como passou pela avaliação positiva do veterinário.

Um comentário:

Aline disse...

Esse é quase um Omega heim!?

;p